Como fazer a manutenção de Redutores Industriais: 4 Passos

Imagine a seguinte situação: a sua empresa está funcionando a todo vapor quando, em um sábado à noite, um dos redutores das suas máquinas para de funcionar e paralisa toda a sua produção. Esse redutor já vinha dando sinais de desgaste há algum tempo, mas nunca recebeu uma manutenção adequada.

Qual seria o prejuízo para a sua empresa se a sua produção parasse durante 2 ou 3 dias?

Redutores Industriais Também Sofrem Desgaste

Se a sua empresa opera com redutores industriais, então preste muita atenção no que eu vou te dizer agora.

Talvez você ainda não saiba, mas os redutores industriais também sofrem desgaste em seus componentes durante sua operação e, em alguns casos, precisam de monitoramento constante de suas condições.

Para evitar perdas na sua produção, fique atento a estes 4 passos para fazer a manutenção de redutores industriais de forma correta:

4 Passos Para Fazer a Manutenção de Redutores Industriais

redutores paralelos

Redutor pararelo – Conheça!

1.       Analise as vibrações, a temperatura de trabalho e o óleo

É possível conferir o estado do redutor, prolongando sua vida útil e principalmente permitindo que o equipamento onde ele esteja instalado tenha um fator elevado de operação, pela análise de:

  • Vibrações;
  • Inspeções visuais;
  • Temperatura de trabalho;
  • Análise do oléo.

O redutor está operando acima da temperatura normal de trabalho? O óleo está contaminado com água, minério ou outras substâncias? Isso pode indicar problemas com as vedações, rolamentos ou outras peças.

Fique atento aos sinais e, caso esses sintomas apareçam, considere realizar uma inspeção mais profunda.

2.       Programe inspeções regulares

Prevenir é mais barato do que remediar. As paradas constantes e quebras de um redutor podem custar um preço muito mais alto do que o custo do equipamento.

Portanto, programe inspeções regulares e, em alguns casos, tenha um monitoramento permanente de suas condições.

Redutores Ortogonais

Redutor ortogonal – Conheça mais!

3.       Escolha bons especialistas

Muitas vezes, o barato pode sair caro. Você não quer comprometer toda a sua produção apenas para economizar seu custo de manutenção dos equipamentos, não é verdade?

Portanto, escolha especialistas confiáveis na definição de critérios, planos de manutenção e sobressalentes a serem disponibilizados em estoque e qual a melhor forma de monitorar os redutores.

Procure um fornecedor que possa te oferecer experiência do corpo técnico, uma correta peritagem (em caso de reforma) e qualidade dos produtos aplicados.

Aqui na Acoplast, por exemplo, todos os nossos peritos são especializados em Redutores, Motoredutores e Acoplamentos Industriais. Isso nos trouxe uma grande experiência em engenharia e manutenção aos longo dos anos.

4.       Testes Finais

Os testes finais são fundamentais para ter um equipamento confiável ou, no caso de um equipamento novo, com as mesmas condições de operação que o antigo tinha quando estava funcionando.

Portanto, no final, o que você deve esperar destes componentes é confiabilidade em seu funcionamento e uma alta taxa de disponibilidade de operação.

Então, ficou alguma dúvida sobre como fazer a manutenção de redutores industriais de forma correta?

Então, agora você já tem um conhecimento da importância de fazer a manutenção dos seus redutores industriais para evitar prejuízos na sua produção, não é mesmo?!

Converse diretamente com um dos nossos especialistas e solicite mais informações ou mesmo uma avaliação preventiva do seu equipamento.

Portanto, preencha o formulário abaixo! Tenho certeza que esta conversa te poupará muito dinheiro no futuro!

Join the discussion One Comment

  • Israel siqueira disse:

    Como faço as folgas backlash de engrenagens helicoidal e axial de rolamentos.
    Quais as melhores formas de fazer .
    Obrigado.

Deixe um comentário